Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Além do Ponto Final

Além do Ponto Final

Qui | 26.11.20

Encontra-me, de André Aciman

Já li Encontra-me, livro editado pela editora Clube do Autor, em abril, logo a seguir a ler o Call Me By Your Name, mas agora recebi o livro físico e achei que era a altura ideal para escrever a review sobre ele. Para quem não sabe, este livro é uma “continuação” de CMBYN e como este se tornou num dos meus livros favoritos de sempre e me fez chorar por dias a fio, tive de ler Encontra-me logo a seguir, para dar um fim à história de Oliver e Elio.

WhatsApp Image 2020-11-26 at 09.12.13.jpeg

Encontra-me não nos vai trazer só a história de Oliver e Elio, mas vai-nos expandir um pouco todo o universo de personagens do 1º livro. Está dividido em 4 capítulos e passa-se ao longo de cerca de 10 anos, quando as personagens de CMBYN já são mais velhas. Vamos conhecer a história de Samuel, pai de Elio, que, numa viagem de comboio para ir ter com o filho, conhece uma rapariga maravilhosa, que lhe vai mudar a vida. Entretanto, Elio tornou-se um pianista de sucesso e vive em Paris e Oliver é professor universitário, casado e com filhos, nos EUA.

Após uma análise ao livro, percebemos que Oliver e Elio só têm o encontro que todos esperamos no último capítulo, que, infelizmente, só tem 10 páginas. Claro que todos os fãs de Call Me By Your Name estavam à espera de mais interação entre estas personagens, mas, mesmo assim, não acho que tenha sido um livro mal conseguido.

Some people may be brokenhearted not because they’ve been hurt but because they’ve never found someone who mattered enough to hurt them

A verdade é que a escrita de André Aciman é totalmente irrepreensível, o autor tem uma capacidade incrível de nos levar a Paris, Itália e Nova Iorque através das suas palavras. Além disso, escreve sobre sentimentos tão profundos que é impossível não nos deixarmos levar e tem a habilidade de abordar relações ditas “disfuncionais” de uma forma leve e natural. Numa entrevista a Aciman que li há uns tempos, o autor diz que se foca apenas em construir relações amorosas entre pessoas, independentemente do seu sexo, idade, entre outros. E isso é uma coisa lindíssima que é impossível ignorar quando lemos um livro dele.

Sobre o livro em si, acho que cumpriu bem o seu objetivo de encerrar a história de Elio e Oliver. E não se preocupem que não vou dar spoilers, tudo o que vou dizer é que foi um verdadeiro descanso para alma, porque (e falo por mim) Call Me By Your Name tinha-me deixado aquele sentimento de história que nos destrói por não ter um fim concreto. Este livro fecha o ciclo e deixa-nos preparados para seguir em frente 😂

Everything in my life was merely prologue until now, merely delay, merely pastime, merely waste of time until I came to know you.

Por isso, para concluir aconselho o livro a toda a gente que leu o primeiro. Pode não ser bem o que estavam à espera e ter um final meio “ao lado” do esperado, mas acho que vale a pena, nem que seja para mergulhar na escrita incrível de André Aciman. E quem não leu Call Me By Your Name, do que está à espera? 

Quem já leu, concorda comigo? O que têm a dizer?

                       

Avaliação: 7/10

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.